Foto_João_Barradas_650x488
Calendar Icon 4

DATA

10 Junho 2021 

HORA

21:00 – 22:30

LOCAL

Anfiteatro da Cerca | Gouveia

Dias
Horas
Minutos
Segundos

João Barradas & Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia

PRIMEIRA PARTE

  • Keith Jarrett (1945) – Hymn of Remembrance
  • Yann Robin (1974) – EN[I]GMA – Composição dedicada a João Barradas e encomendada pela Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, Philharmonie Luxembourg e Casa da Música Porto
  • Astor Piazzolla (1921-1992) – Las Quatro Estaciones Porteñas
    • Otoño Porteño
    • Invierno Porteño
    • Verano Porteño
    • Primavera Porteña

João Barradas, acordeão

SEGUNDA PARTE

Hélder Abreu e Túlio AugustoExpressões de uma polifonia popular beirã

João Barradas, acordeão

Quinteto de Cordas da Orquestra Sinfónica de Gouveia

  • Cláudio Gama violino
  • Alexandra Silva violino
  • Inês Nunes violino
  • Sónia Torres violoncelo
  • Dércio Fernandes contrabaixo

Sinopse

João Barradas é um dos mais conceituados e reconhecidos acordeonistas europeus, movendo-se, simultaneamente, entre a música Clássica, o Jazz e a música improvisada.

Venceu alguns dos mais prestigiados concursos internacionais para o seu instrumento na área da música erudita, dos quais se destacam, entre outros, o Troféu Mundial de Acordeão (CMA), que vence por duas vezes, o Coupe Mondale de Acordeão (CIA), o Concurso Internacional de Castelfidardo e o Okud Istra International Competition.

Barradas tem-se apresentado, enquanto solita, nas seguintes salas: Het Concertgebouw Amsterdam, Wiener Konzerthaus, Elbphilharmonie Hamburg, Kolner Philharmonie, Philharmonie Luxembourg, Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, Casa da Música Porto, Philharmonie de Paris, Konzerthaus Dortmund, L’Auditori Barcelona, Mupa Budapest, La Moanaie/De Munt, Sage Gasteshead, Stuttgart Opera House, Bozar Brussels, Sadlers’s Wells Theatre London, Onassis Cultural Center Athens, L’Arsenal Metz, Sava Center Belgrade, Centro Cultural de Belém, Tribeca Performing Arts Center New York.

Enquanto intérprete teve a seu cargo dezenas de estreias mundiais para acordeão solo escritas para ele por alguns dos mais destacados compositores europeus.

Em 2016 grava, com a editora nova iorquina Inner Circle Music, o seu primeiro álbum enquanto líder, “Directions”, que conta com a produção de Greg Osby e foi considerado um dos melhores álbuns do ano pela revista Downbeat, aparecendo na sua prestigiada lista “Best Albums of The Year”.

Ao mesmo tempo, começa a ser mencionado por alguns dos maiores nomes do Jazz Americano, como Joe Lovano, Nicholas Payton, Randy Brecker, Lenny White ou Walter Smith III.

João Barradas tem colaborado com diversos músicos de renome, nomeadamente com Greg Osby, Mark Turner, Peter Evans, Aka Moon, Mike Stern, Rufus Reid, Gil Goldstein, Fabrizio Cassol, Jacob Sacks, Miles Okasaki, Jerome Jennings, Ben Van Gelder, Francesco Cafiso, Federico Malaman, Stephanne Galland, Fabian Fiorini, Michel Hatzigeorgiou, entre muitos outros.

Foi nomeado ECHO Rising Star pela European Concert Hall Organization para a temporada 2019/2020. Nessa mesma temporada a prestigiada BBC Music Magazine nomeou João Barradas como um dos seus Rising Stars.

Partilhe este evento nas suas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn